Fantasia 4

Esta galeria contém 268 imagens.


F#d@-se o cupido!


Hahhahahhhahah minha mãe é um barato – sabendo dos meus fiascos, comprou esse livro para mim, e só a capa já vale! *rs* (o subtítulo do livro é: “guia de meninas atrevidas para pegar caras gatos” kkkkkk!!! Apelativo como eu gosto 😉 )

Muito engraçadinha…espero que o conteúdo seja bom também 😉

Diz a sinopse:

“Há uma regra não escrita em nossa sociedade que diz que toda mulher deve sempre esperar para ser paquerada por um homem. No entanto, diversas moças acham isso ultrapassado e estão dispostas a virar o jogo. O problema é que, por não estarem familiarizadas com essa situação, não sabem muito bem como dar início a uma cantada e, muitas vezes, acabam se dando mal.

F#d@-se o cupido! foi escrito para ajudar essas mulheres, tornando-se um guia para quem cansou de esperar o cupido entrar em ação e resolveu assumir o controle de sua vida amorosa. Relatando seus muitos anos de paquera (incluindo as hilariantes tentativas frustradas), Samantha Scholfield revela as técnicas e estratégias que considera mais úteis para seduzir o pretendente escolhido, além de apresentar métodos infalíveis para iniciar uma conversa a qualquer momento e em qualquer lugar – sem o cara sequer reparar que está sendo cantado.

Entre muitas outras coisas, com F#d@-se o cupido!, as mulheres vão conhecer: o que realmente acontece quando se flerta com um cara; cinco técnicas para melhorar as habilidades de paquera e aumentar sua confiança; 51 lugares perfeitos para conhecer o futuro namorado; tudo sobre linguagem corporal; e como usar essas técnicas em namoros on-line.”

“Escrito para as mulheres que acreditam que não é apenas na carreira que se deve manter as rédeas da situação, F#dA-se o cupido! revela-se o guia definitivo para quem quer tomar a iniciativa e abordar os homens sem se meter em saias justas.
A autora Samantha Scholfield estimula a autoconfiança da leitora oferecendo dicas para criar oportunidades de aproximação sem comprometer a autoestima e o bom humor. A leitora receberá orientações sobre os melhores lugares para fazer suas investidas e ainda aprenderá técnicas em que os homens nem percebem que estão sendo abordados. Com esse livro, as mulheres darão o primeiro passo de uma maneira natural e espontânea, virando o jogo da sedução a favor de todos!”

Promete, promete…! Depois eu conto se é luxo ou lixo 😉

Lidando com a perda


Não sei lidar com perdas (por isso tento evitá-las a todo custo, inclusive o de não-viver). Nem profissionais, nem de dinheiro, nem de bichinhos de estimação (como gatos!), muito menos de gente. Talvez por isso mesmo fico sempre observando como os outros lidam com ela, para saber se existe alguma técnica que me faça sentir menos impacto na perda, ou superá-la mais rapidamente, ou de maneira mais eficaz. Até agora, niente.

Tem gente que supera as perdas se distraindo – já tentei. Enquanto você está lá se distraindo (ex: vai a uma festa familiar, brinca com as crianças, etc.), beleza. Mas basta voltar pro seu mundinho e pronto…lá está ela, a maledetta! Tem gente que se afoga em leituras, filmes e no trabalho em geral – mas comigo essa técnica tampouco funciona…pelo contrário, fico imprestável. Meu trabalho não rende nada, tenho concentração zero…tanto para trabalho, quanto para leitura, quanto para filmes, enfim…não dá, sempre me pego devaneando sobre a perda novamente. Admiro quem consiga! (eu pessoalmente me distraio escrevendo aqui no blog *rs*)

Outras pessoas preferem fingir que a perda não aconteceu – afinal, você vivia antes mesmo de ter começado o que quer que tenha perdido, certo?? Você não tinha aquele emprego, não tinha aquele bichinho de estimação, não conhecia aquela pessoa, não tinha tido o seu filho que morreu num acidente, enfim…você independia completamente daquilo ou daquela pessoa, então agora não há muito o que lamentar, não aconteceu nada demais, nada que não tivesse acontecido antes…. (nem preciso dizer que comigo essa técnica é absolutamente risível!)

Aí tem aquelas que gritam, choram, enfim, chafurdam na perda até não poder mais, que aí ela passa mais rápido. Nah, nada feito. Já fiz isso também, e a dor da perda apenas se intensifica e quero morrer, sobretudo quando lembro detalhes – que quando estava fingindo que nada havia acontecido, ou quando estava tentando me distrair – que antes havia meio que apagado. Isso acontece geralmente quando tento me distrair ouvindo músicas….xiii, receita para o desastre…

Que mais? Aaaah…tem aqueles que, ao invés de enfrentarem a dor, ao invés de encararem de frente, preferem tentar esquecer a pessoa perdida utilizando uma outra pessoa como muleta física e/ou mental. Muito “ixxxpérrrrtuxxxx” esses, né? Adoro gente que faz isso…sobretudo quando não reconhece que faz!!! Lógico que mais cedo ou mais tarde o resultado é bem esperado: a “muleta” se estrepa. Bastou erguer o p*u ego do fulano que perdeu a fulana dele, agora ele está pronto pra outra…que não seja a muleta, dããã, claro, quem precisa de muleta quando está bem?!? Pior é que ele nem te vê como outra coisa que não muleta…pena. Foi outro que não te deu chance alguma.

Tem ainda quem rasgue fotos, cartas, apague emails, comentários em blogs (engraçado é quando o blog inteiro teria que ser apagado, já que foi feito com amor, carinho e dedicação pela pessoa indesejada *rs*), remova pessoas da lista de contatos – enfim, tente se livrar de tudo o que lembra aquela situação ou pessoa que perdeu. Essa eu já tentei também, em vão…uma amiga minha me obrigou a rasgar a foto do meu ex, dizendo que isso iria me fazer sentir melhor. Lógico que não fez! Ingenuidade *rs* E mais, se for para remover tudo o que lembra alguém importante para mim…terei que me livrar do meu guarda-roupa inteiro, dos meus anéis, pulseiras, livros, bichinhos de pelúcia, tudo, tudo!!!!

Mas tudo bem, supondo que fosse factível. Supondo que eu apagasse todos os emails, chamadas de celular registradas, SMS enviados, e comentários em blog trocados com ele durante mais de um ano, doasse todas as roupas com as quais fui me encontrar com ele, rasgasse as fotos (nesse caso nem seria tão difícil assim, existem apenas 5 ;)) e jogasse fora a Beatriz, minha coelhinha de pelúcia recentemente comprada por ele num dia feliz (assim achava eu…para ele pelo jeito não foi nada) de verão. E daí?? Daí nada. Daí que eu continuaria me lembrando de cor o número de telefone dele, o email dele, o sorriso dele, o rosto dele, a voz, os dias que a gente saiu, as bobagens que falamos, as músicas do Youtube, as palavras doces e as ásperas…e os meus sonhos…é, eu sonhei. Sonhei alto (adoro fantasia, se bobear, muito mais do que você!). Sou tonta. Fui uma anta, e você me machucou demais, muito mais do que imagina, e disso tudo não vou me esquecer nem que todos os meios materiais – virtuais e reais – venham a se acabar.

Não tem como…só rasgando meu cérebro e meu coração. E jogando na lata do lixo parte da minha história, do meu passado, minhas horas de vida vividas ao lado dele – e mesmo sem ele fisicamente presente.

Alguém aí tem método mais eficaz que esse para superar a perda? Se tiver, me avise. Enquanto isso…

PS – Ah, esqueci de um método crucial, bastante empregado por mim: a raiva. Essa aí é a que chega mais perto de ser eficaz. Você tenta se concentrar em tudo de ruim que aconteceu, em tudo que deixou de possivelmente acontecer por causa do orelhudo destino *rs*, em todas as características negativas observadas – e nas outras tantas que você deixou de observar porque estava cega e retardada amando, mas que eventualmente iam acabar vindo à tona, não se engane!!!! -, em todas as horas que você perdeu porque estava devaneando – ou estava de fato – com o dito-cujo, ou então nas horas de estudo perdidas, em tudo de ruim que foi dito (e que na hora você teve que se controlar, mas agora foda-se o que vão pensar), enfim…tem várias coisas bem legais que dá para pensar, focalizando só no “lado negro da força”, entendeu?? Ficar pensando nas coisas boas não leva a lugar algum nessa hora – too late, Marlene!

Feira Erótica 2012


A maior Erótika Fair da America Latina começou com uma ação em plena Avenida Paulista modelos com uma pintura corporal que mal dava para perceber que não eram roupas de verdade, distribuíram maçãs fruta simbólica da Erótika aos motoristas e pedestres.O que mais chamou atenção foram os modelos seminus vestidos pela tinta.”

A 19ª edição da Erótika Fair começou nesta quinta-feira (22) no Palácio de Convenções do Anhembi (zona norte de São Paulo). Até domingo (25), o evento oferece –aos consumidores e profissionais da área– atrações como shows de striptease, pole dance, aulas de pompoarismo, filmes eróticos em 3D e até show de “stand-up”, com o humorista Márcio Ribeiro.

Os ingressos custam R$ 60 (cada dia), e há um pacote promocional por R$ 120 para os quatro dias de feira.

Angela Bismarchi fez a abertura oficial do evento, às 15h, quando recebeu o prêmio de embaixatriz do mercado erótico, além de lançar a boneca Angel Barbie, que tem pelos pubianos.

A educadora sexual Laura Muller, conhecida pelas participações no programa “Altas Horas” (Globo), confirma presença e realiza palestras para os profissionais da área.

Atores e atrizes do universo erótico também estão no evento, fazendo ensaios fotográficos e distribuindo autógrafos.

Palestras, exposições, desfiles e cursos constam na programação da Erótika Fair, que espera levar cerca de 25 mil pessoas ao Anhembi.

Para mais informações, acesse o site do evento: www.erotikafair.com.br.

19ª Erótika Fair – Palácio de Convenções do Anhembi – av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana, zona norte, São Paulo, SP. Metrô Tietê – chegando à estação, pegar o ônibus Ceasa. Qui. (22) a dom. (25): 14h às 22h. Ingr.: R$ 60. Proibido para menores de 18 anos.

Em feira erótica, Ângela Bismarchi diz que já fez sexo em cima de um camelo

Ângela Bismarchi foi coroada como embaixatriz do mercado erótico e sensual na 19ª Erótika Fair, na tarde desta quinta-feira, 22, no Anhembi, em São Paulo. Se for levar em conta o currículo de fantasias sexuais que a moça já realizou com seu marido, ela deve permanecer com o título por bastante tempo. Ao EGO, Ângela contou que já fez sexo até em cima de um camelo.

“Já realizei várias fantasias, uma vez fiz sexo em cima de um camelo”, disse a modelo, surpreendendo os repórteres. “Foi em uma viagem para a Arábia com o meu marido, ninguém viu”, completou ela. “Já fiz no banheiro do avião, é apertadinho porque eu sou grandona, mas a gente deu um jeito. Dentro daqueles trens-balas na Europa, também”.

Além de receber a faixa, a Ângela participou da feira para lançar seu novo produto erótico, um tapa sexo estimulante para as mulheres. “Ele serve para aumentar a libido das mulheres, esquenta e esfria. Testo todos os produtos com o meu marido antes de mandar para o mercado”, contou ela.

Casada há quase oito anos, Ângela contou que não quer ser vista de forma pornográfica, mas como uma pessoa que ajuda casais a serem mais felizes. “Quero ser um exemplo no mercado erótico e sensual como uma mulher bem casada e realizada, não quero levar para o lado da pornografia e da sacanagem, mas ajudar os casais a serem mais felizes.”

Ângela tirou a roupa e sentou uma banheira em um dos estandes para gravar seu programa “De 4″. Quase fazendo uma releitura do caldo que ela tomou durante uma sessão de fotos em uma praia, a modelo escorregou e caiu ao entrar na banheira, mas foi ajudada por seu produtor. Em seguida, a loira ficou reclamando que tinha machucado o joelho.”

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Caso tenham interesse, aproveitem para responder pelo menos algumas de minhas enquetes (tem mais fora essas, vejam o menu aí no alto à direita):

https://janusaureus.wordpress.com/sobre-about/enquetes/homens/

https://janusaureus.wordpress.com/sobre-about/enquetes/iniciativa/

https://janusaureus.wordpress.com/sobre-about/enquetes/parafilias-fetiches-e-tal/

https://janusaureus.wordpress.com/sobre-about/enquetes/habitos-amorosossexuais/

Abaixo, veja algumas fotos e vídeos do evento que compilei (desculpem a falta de fontes, visitei diversos sites, inclusive a página da Erótika Fair no Facebook e o Flickr da fotógrafa Amanda Tavano) – este primeiro vídeo, do strip tease da Jackie Kuerten, é meu. Na verdade, tem um segundo também, em que ela finaliza o strip, mas não vou compartilhar, mesmo porque não sei se a artista permitiria (procurei no Youtube e nenhum daqueles marmanjos que estavam tirando fotos e filmando e babando em cima dela compartilharam, então não serei eu a primeira…):

(se têm interesse em literatura erótica, vejam este meu outro post…)

Pensamento avulso 6


Adorei minha primeira experiência no cinema em 3D. É tão real (e fogoso ;)) que dá vontade de pegar! *rs*

Heheheheh