Nas garras do Magnífico – Estadão


Shamere é uma sobrevivente do tráfico humano, um crime que afeta 50 mil pessoas nos Estados Unidos, segundo o Departamento de Estado. Elas estão nas ruas e bordéis das grandes cidades, nos campos de tomate da Flórida ou nas plantações de maçã do Estado de Washington, nas casas de famílias nos subúrbios americanos e nas de diplomatas e altos funcionários de organizações internacionais em Washington, D.C. A Organização Internacional do Trabalho fala em 12,3 milhões de pessoas traficadas no mundo inteiro. O lucro gerado é de US$ 31,7 bilhões por ano. Livre de impostos. Isso faz do tráfico de pessoas a terceira modalidade mais lucrativa do crime organizado internacional, atrás somente do tráfico de drogas e armas.

leia mais aqui: Nas garras do Magnífico – suplementos – aliás – Estadão.

Massagem (proibido para menores de 18) – Massage (18+!!! NSFW)


Juro que cheguei a esses vídeos por acaso… Puxa, bem legal 😛

http://neotantra.com/artigos-tantra/24/massagem-tantrica-do-lingam-preview-do-dvd

http://www.xhamster.com/movies/262317/yoni_massage.html

http://neotantra.com/artigos-tantra/289/massagem-tantrica-da-yoni-preview-do-dvd

http://www.xhamster.com/movies/835948/orgasmic_erotic_yoni_massage_with_oil_nv.html

http://neotantra.com/artigos-tantra/325/massagem-tantrica-preview-do-dvd

Ah, no site em que encontrei 2 desses vídeos, tem umas coisas bacanas:

http://neotantra.com/categoria/38/dicas-e-toques

Informações sobre massagem Yoni em SP e outras cidades brasileiras: http://www.yonimassagem.com.br/

Com que roupa eu vou?

Esta galeria contém 14 imagens.


lingerie da Victoria’s Secret – noivinhas sexy 😉 *rsrsrs* tipos de vestidos que toda mulher deveria ter no armário (só vou reproduzir o texto aqui, caso algum dia o link saia do ar; quem quiser ver as fotos, clique no link – essas fotos abaixo são completamente aleatórias – cliquem para vê-las no tamanho original) “Toda […]

…sobre a enquete mais recente.

Esta galeria contém 16 imagens.


Bom, o primeiro resultado foi surpreendente: Druna. Jura, Daniel, jura??? *rs* Trash demais pro meu gosto hahahahahah 😛 Mas tuuudo bem, a gente até te homenageia 😉 Quer dizer, acho que é vc. que vai homenagear, errr…*rs* “Drunna é uma história em quadrinhos criada pelo veneziano Paolo Serpieri de 63 anos. A história narra um […]

Desenhos da Karen, do Canadá


Tem muuuuuuitos desenhos legais nas galerias dela (fora esses que vou colocar abaixo e mais uns que pretendo postar em breve), visitem: http://enchantedcanvas.com/http://inertiak.deviantart.com/gallery/ (a moça faz capas de livros de fantasia, capas de CDs, enfim…é só pagar que ela desenha procê ;)) Sugiro que cliquem em cada um dos desenhos, pois alguns têm muitos detalhes e ficam mais bonitos quando vistos no tamanho original:


É tudo verdade! 😉 *risos*

Muitas vezes é questão de insistência e de desafio – de achar que o outro vai mudar, ou pior, de que pode mudar o outro *rs*

Algumas vezes pode ser mera questão de querer dar outra chance…afinal, todo mundo comete erros. Deve-se ser implacável com quem cometeu um erro? E mais: se é alguém que você ama mesmo, custa acreditar que não deu certo…e, pior: que você mesma cometeu um erro de avaliação! Então você permanece naquilo até se certificar DE FATO, com mais uma prova, de que era aquilo mesmo 😛

Outras vezes é mera auto-enganação/auto-indulgência…querer tapar o sol com a peneira 😛 Acho que demora um tempo para estar preparada para admitir a verdade…

Aí também entra a questão da falta de auto-estima, acho que é crucial. Ninguém que se dê o respeito vai se rebaixar (mais de uma vez :P)

Já outras vezes é burrice mesmo 😛 ahhahahhahaah

Sobre a Vida

Tem uma coisa que eu admiro mais do que as próprias mulheres é a capacidade que algumas possuem em fazer besteiras ininterruptamente por causa de homem.

Explico.

“Não, Fred, com certeza não vou ligar para ele depois do que me fez, foi muita humilhação encontrar ele na balada depois que me falou que estava em casa doente.” Aham!

“Se eu voltar com ele depois de ter me xingado de vagabunda na festa de bodas de meus pais pode cortar minha cabeça, Fred”. Decepada.

“Juro por Deus, que um raio caia em mim duas vezes se eu atender o celular depois de ter pego ele transando com minha melhor amiga, bêbado, na festa de final de ano” . Telefone continua tocando apesar do raio ter caído duas vezes na cabeça dela.

“Realmente, foi a última vez que deixei o fulano me humilhar desse jeito. Na frente do meu filho ainda por…

Ver o post original 502 mais palavras

The Nu Project – O Projeto Nu


Women of North America I

Mulheres da América do Norte II

Mulheres da América do Sul

Achei essas fotos muito legais!  Todas as revistas masculinas deveriam ser compostas de mulheres assim, de verdade 🙂 Quem sabe desse jeito eles não esperariam tanto da gente…imagens do que nunca seremos, até porque nunca ninguém foi perfeito 😉 Essas fotos são bacanas também porque nos mostram como ficaremos se – ou quando – estivermos grávidas, acometidas por câncer, formos submetidas a cirurgias, emagrecermos muito e também se ou quando formos mais velhas…

Eles estarão aqui no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Belo Horizonte, talvez Brasília e mais uma cidade, dependendo do interesse das mulheres que enviarem seus dados) nas duas primeiras semanas de novembro para fotografar as mulheres que quiserem ser fotografadas em suas próprias casas. Quem quiser participar (tem que ter mais de 21 anos de idade), basta entrar aqui e preencher o formulário com seus dados (nome, endereço de email, cidade, estado, país e dizendo que tem mais de 21 anos de idade). O ensaio dura em torno de uma hora – você não paga nada para ser fotografada,mas também não recebe nada em troca, apenas 10 fotos suas retocadas, e suas fotos serão expostas no site e num possível livro futuro. Se você não quiser as fotos expostas online, ou seja, se quiser fazer um ensaio privado, eles cobram a partir de 1.500 dólares.

The Nu Project is a series of honest nudes of normal women from all over the world. The project began in 2005 and has stayed true to the original vision: no professional models, minimal makeup and no glamour. The focus of the project has been and continues to be the subjects and their personalities, spaces, insecurities and quirks.

To date, over 100 women across North and South America have participated in the project.  Without their courage, confidence and trust, none of this would have been possible. We are so thankful for their willingness to open their homes to us. 

If you’d like to get involved as a contributor to our fine art book you can find the information to the right.  If you’d like to sign up for a shoot please visit the participation page for more information.

FAQ

Who may participate?

The project is open to women over 21, regardless of body type, weight, etc…  To that end, it is not necessary to submit nude photographs of yourself with your participation request.

Where do you shoot?

Our current series is set in participant homes.  We are Minneapolis-based, but we often do shoots when we travel.  If you are not based in Minneapolis, but you’d like to sign up, please send us a message on the contact form and we will be in touch if we are heading to your city.

Do you pay me / Do I have to pay you?

Participation in the project is free, but for your time you’ll receive approximately 10 retouched, finished images for your own personal use.  We ask that if you use the images online, you accompany each with a photo credit and link to the Nu Project website.

How long does a shoot take?

Usually around an hour if we’re in the studio and approximately 2 hours if we’re on location.

How long does it take to get my images?

Processing times vary depending on how busy we are with other work.  We will contact you by email when your images are ready.

What are you going to do with the images?

They will be part of this website and blog.  We’re also hoping to publish them in a book.

If I don’t want you to use my images online / in print?

This project is all about the wilingness of the subjects to share their stories in a public way.  We understand that it’s not right for everybody, so if you’re interested in a private shoot that doesn’t get published to the Nu Project, those begin at $1500 and include a print credit.  Please contact us if you want more information.

What’s the next step if I want in?

Please fill out the participation form to the right and you’ll be contacted about upcoming shoots.  Thank you!

Ah, o Orkut…


fazia tempo que não entrava…andava com saudade das besteiras homéricas de lá 😉 E de ver um bando de gente visitando meu perfil só porque escrevi algumas verdades *rs* Daqui a pouco os PMs virão atrás de mim novamente!!! hahahahhahaha

Fantasia 4

Esta galeria contém 268 imagens.


Vê se se toca!!!


Outro dia vi na grande mídia médicos alertando a respeito do câncer de mama…até aí, ótimo, quanto mais, melhor! O problema é que eles continuam falando bobagem…você certamente já os ouviu dizendo que as mulheres devem fazer o auto-exame e passar a fazer ultrassom de mamas e mamografia anualmente após os 35/40 anos de idade…a menos que tenham histórico familiar (e eles também quase não mencionam a necessidade de os homens se cuidarem também!!!).

Pois bem. Eu tinha 17 anos e absolutamente nenhum histórico familiar, e um dia constatei um treco gigante no meu peito! As funcionárias dos lugares onde eu ia realizar exames só faltavam me enxotar de lá, todas me dizendo: “O que você está fazendo aqui??? Você é nova demais!” – algumas em tom esbravejante, outras na brincadeira. Nem preciso dizer a cara delas ao constatarem  que eu não estava ali só porque era uma menininha-precoce-fingindo-ser-mulher-ao-brincar-de-mamografia-e-ultrassom. No final das contas, meu cisto foi retirado quando eu tinha 20 anos, e há 2 anos me surgiu um outro (ugh!), mas dessa vez bem menor…em meados deste mês lá vou eu de novo fazer exames para saber como anda a coisa…torçam por mim!

Portanto, garotas, vos digo: fiquem atentas. Vocês têm seios lindos – sejam eles pequenos, médios ou grandes, eles certamente são lindos -, então cuidem bem deles! Sejam amigas do peito 😉 (que trocadilho tosco :P) Façam o auto-exame rotineiramente – mas também não precisa ser todo dia, não fiquem neuróticas! (coloquei ilustrações aí embaixo) e peça para seu namorado fazê-lo também (tanto nele próprio como em você, ele vai adorar! 😉 hahahahahha) – afinal, todos estão sujeitos a cistos e tumores (benignos ou malignos), inclusive os homens. E façam também o ultrassom de mama (a mamografia não costuma dar muito certo em pacientes mais jovens porque as mamas são densas demais, então às vezes não aparece nada). NÃO ESPEREM ATÉ OS 35/40 ANOS DE IDADE! Se você comentar o assunto com o seu médico e ele te disser que você é nova demais para se preocupar…bem, pode dizer sem receio que tem uma prima que teve um cisto bem novinha *rs*

Quanto ao homem que trata câncer de mama… No geral é um homem de idade mais avançada, na faixa etária de 50 a 60 anos (mas, de novo, doença não pergunta idade! Isso é estatística genérica, e você não é genérico…). Segundo dados de 2002 do Instituto Nacional do Câncer são 250 casos novos em todo Brasil por ano.

Se houve época em que as mulheres não se cuidavam, hoje deveríamos incluir os homens como alvos das nossas campanhas. Ah, aproveito para falar sobre o auto-exame dos testículos também (outra coisa pouco divulgada…). Tirei o texto daqui.

Um auto exame testicular ou auto exame dos testículos acontece quando verifica os testículos à procura de quistos ou outras alterações. Os testículos encontram-se num saco de pele situado por trás do pênis, designado por escroto. A verificação dos testículos pelo menos uma vez por mês ajudará a aprender qual é a sensação normal dos testículos. Ao saber o que é normal, conseguirá detectar quaisquer alterações ou quistos. Os quistos (tumores) surgem com mais frequência em homens com idades entre os 5 e os 35 anos.

É muito importante efectuar um exame testicular com frequência, mas este não substitui o exame efectuado pelo médico. Certifique-se que o médico verifica os seus testículos sempre que fizer um exame médico de rotina. Poderá também pedir-lhe que o ensine a fazer um auto-exame se não tiver a certeza de o estar a fazer corretamente.

Porquê fazê-lo?

A aprendizagem do modo de verificação dos testículos pode salvar-lhe a vida. O cancro dos testículos é um dos mais comuns nos homens com idade inferior a 40 anos. O principal sinal deste cancro é um quisto nos testículos. A melhor forma de curar o cancro é descobri-lo antes deste se disseminar.

Alguns homens não fazem este auto-exame porque afirmam estar “muito ocupados”. Outros afirmam que “não sabem o que estão procurando.” Estas não são razões válidas para não fazer um exame aos testículos. Alguns homens não verificam os seus testículos porque têm medo de encontrar um quisto. A descoberta de um quisto o mais depressa possível é sempre melhor do que descoberta do quisto quando já é tarde demais.

Qual a melhor altura para fazer o auto exame testicular?

Verifique os testículos no mesmo dia, todos os meses. Uma boa altura para verificar os testículos é durante o banho ou ducha. A água quente ajuda o escroto (saco de pele que segura os testículos) a relaxar.”

PS – enquanto estava procurando ilustrações, achei um sobre auto-exame bucal – como é sempre útil saber dessas coisas (uma vez percebi um troço estranho na minha boca e saí correndo para a dentista, que me elogiou dizendo que a maioria das pessoas nem dá a devida atenção a essas coisas até que seja tarde…ou seja, é melhor ser considerado hipocondríaco, ir ao médico e constatar não ser nada de grave e dar risada a respeito disso, do que estar doente e nem ficar sabendo…), lá vai a figurinha da boca (que não é a bocona dos Stones, infelizmente :P) também!

PS – Engraçado, escrevi isso ontem e hoje li uma notícia relacionada ao assunto…vejam só:

Mamografia anual pode dar diagnóstico exagerado

Até 25% das mulheres nas quais o teste acha câncer não precisariam ser tratadas

Para especialistas do Brasil, resultado de estudo não deve alterar o protocolo sobre mamografia no país

SABINE RIGHETTI
DE SÃO PAULO

Até um quarto dos casos de câncer de mama diagnosticados por mamografia não se desenvolveriam e não precisariam de tratamento, mostra um estudo da Universidade Harvard (EUA) conduzido com mulheres da Noruega.

Isso acontece porque esse tipo de exame de imagem detecta tumores muito precocemente -incluindo aqueles que levariam muitos anos ou décadas para progredir.

Com isso, até 25% das mulheres que recebem o diagnóstico da doença na Noruega são submetidas a tratamentos contra o câncer, como quimioterapia, sem necessidade.

“Os radiologistas estão sendo treinados para detectar o menor câncer possível. Mas isso leva ao diagnóstico de tumores que não têm sintomas e nem risco de morte”, diz o norueguês líder da pesquisa, Mette Kalager.

Kaleguer e colegas, no entanto, não têm sugestões de como deveria ser feito o diagnóstico do câncer de mama.

“Mas nós temos uma obrigação ética de avisar as mulheres que esse fenômeno [o sobrediagnóstico] existe”, escreveram os médicos Joann Elmore e Suzanne Fletcher no editorial da revista “Annals of Internal Medicine”, onde o estudo foi publicado ontem.

OS OLHOS NÃO VEEM

Os pesquisadores compararam dois grupos de norueguesas com câncer de mama de 1996 a 2005. As participantes tinham de 50 a 69 anos -idade em que a mamografia é indicada no país. Um grupo fazia anualmente a mamografia e o outro tinha mulheres que não faziam o exame.

Os pesquisadores notaram um aumento de 15% a 25% no diagnóstico de câncer das mulheres com mamografia.

O exame evita a morte de uma em cada 2.500 mulheres que o realizam. Mas, por outro lado, submete de seis a dez delas a tratamento desnecessário contra câncer.

“Esse estudo gera hipóteses. Mas o resultado não muda as recomendações sobre mamografia”, diz o oncologista do Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira), Max Mano. No Brasil, o Inca (Instituto Nacional de Câncer) recomenda que o exame anual comece aos 40.

No entanto, de acordo com Maira Caleffi, presidente da Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), apenas 50% das brasileiras em idade de risco têm acesso ao exame no país.

“Ainda temos um índice de mortalidade crescente por câncer de mama. Temos de convencer as pacientes a fazerem a mamografia, mesmo correndo o risco de sobrediagnóstico”, disse Caleffi.

“Pela biópsia dá para ter uma ideia de se o tumor vai se desenvolver em dias ou em anos. Mas o tumor pode agir de maneira diferente do esperado”, diz Max Mano.

O debate acerca do excesso de diagnóstico não é novo e nem exclusivo do câncer de mama. No ano passado, um grupo britânico constatou o sobrediagnóstico de câncer de próstata naquele país.”