Dia das mães


11. A MÃE COM O MAIOR NÚMERO DE FILHOS SOBREVIVENTES DE UM ÚNICO PARTO

mãe estranha

A estadunidense Nadya Denise Doud-Suleman Gutierrez, a octomãe, deu à luz a oito bebês em janeiro de 2009. Os óctuplos são o segundo caso registrado de um número tão grande de bebês que sobrevivem ao parto. O caso levou a uma polêmica no campo da tecnologia de fertilidade assistida, já que Gutierrez, que é solteira, já tinha seis filhos, e ficou grávida dos óctuplos a partir de tratamentos contra infertilidade, assim como seus outros filhos.

10. A MÃE MAIS JOVEM DO MUNDO

mãe estranha

Em 1939, surgiu em um hospital em Pisco, no Peru, um dos casos mais assombrosos de gravidez: uma índia das proximidades levou ao hospital uma garota de cinco anos, com um abdome enorme. A mulher acreditava que ela estava possuída por espíritos malignos, e o médico achou que ela tinha um tumor. Após exames, o médico Geraldo Lozada constatou a gravidez de oito meses na pequena Lina Medina.

O médico então levou a garota para Lima, capital do país, onde outros médicos realizaram exames e confirmaram a gravidez. No dia 14 de maio de 1939, Medina deu à luz a um bebê por meio de uma cesárea. O filho da jovem garota pesava 2,7 quilos, e recebeu o nome do médico que cuidou da sua mãe. Ele foi criado achando que sua mãe era sua irmã, mas descobriu a verdade aos dez anos. » São os filhos que educam os pais

9. A MÃE DE PRIMEIRA VIAGEM MAIS VELHA DO MUNDO

mãe estranha

Rajo Devi Lohan teve seu primeiro filho em novembro de 2008, aos 70 anos. Ela afirmou que tinha esperado por mais de 40 anos para ter este filho, e que planeja amamentá-lo por pelo menos três anos.

8. A MÃE COM O MAIOR NÚMERO DE PARTOS

mãe estranha

Feodor Vassilyev era um camponês de Shuya, na Rússia. Embora ele não fosse digno de registros, sua esposa, chamada Valentina Vassilyeva, bateu o recorde do maior número de filhos paridos por uma única mulher. Ela deu à luz a 69 crianças: 16 pares de gêmeos, 7 trigêmeos e 4 quadrigêmeos entre 1725 e 1765, totalizando 27 partos. Dos 69 filhos, 67 sobreviveram.

No mundo moderno, o recorde fica com Leontina Albina, de San Antonio, no Chile. Ela afirma ser mãe de 64 crianças, destas, 55 estão devidamente documentadas. A mulher com o maior número de filhos que não são gêmeos é Lívia Ionce. A mulher romena, de 44 anos, deu á luz ao seu 18° filho em 2008. » Mulheres envelhecem como suas mães

7. A PRIMEIRA MÃE-HOMEM

mãe estranha

Thomas Beatie nasceu como mulher mas passou por procedimentos para se tornar um homem. Ele vive em Oregon, nos Estados Unidos, com sua esposa Nancy. Beatie passou por tratamentos hormonais e cirurgias, mas ainda tem seus órgãos reprodutivos femininos. Em 29 de junho, ele deu à luz a uma filha, e tem e já está grávido novamente.

A sua esposa não pode ter filhos porque sofreu uma histerectomia. O casal teve a filha a partir de uma inseminação artificial, utilizando o esperma de um doador e o óvulo de Beatie.

6. A MÃE MAIS VELHA DE GÊMEOS

mãe estranha

Omkari Panwar, aos 70 anos, queria ter um filho. Para realizar o sonho da esposa, Charan Singh Panwar, de 77 anos, vendeu seus búfalos e hipotecou a terra em que eles viviam, além de gastar todas as suas economias para pagar para o tratamento que deixaria sua esposa grávida. Assim, Panwar ficou grávida de gêmeos, um garoto e uma garota, que nasceram prematuramente, mas que são saudáveis, segundo médicos. O casal já tinha duas filhas adultas, além de cinco netos.

5. A MÃE DE ALUGUEL MAIS FÉRTIL

mãe estranha

Carole Horlock, de 42 anos, deu à luz a 12 bebês em 13 anos, inclusive a trigêmeos. Ela afirma que, quando começou a ser mãe de aluguel, ela pensou em fazer aquilo uma vez, mas que gostou muito da experiência. Ela diz que não tem nenhuma exigência aos pais dos trigêmeos, só pediu que eles mandassem uma carta e uma foto anualmente, para que ela soubesse como eles estão. Entretanto, as experiências desta estadunidense não são todas boas: o pai da mulher não se relaciona com ela, revoltado porque ela está doando seus netos.

4. A MENOR MÃE DO MUNDO

mãe estranha

a mãe mais baixinha do mundo está prestes a ter seu terceiro filho, apesar de avisos de que ela pode estar arriscando a própria vida. Stacey Herald tem apenas 70 centímetros de altura e desafiou os médicos que diziam que ela não poderia ter filhos devido à sua diminuta estatura.

Ela e seu marido, que tem uma altura normal, estão aguardando ansiosamente pelo nascimento de seu terceiro filho. Enquanto está grávida, Stacey não consegue segurar sua outra filha, porque a barriga atrapalha muito. Ela admite que ficar grávida é desconfortável, mas afirma que tem vontade de ter mais filhos. » 6 Dicas para mães que trabalham fora

3. A MÃE DO MENOR BEBÊ DO MUNDO

mãe estranha

Mahajabeen Sheikh deu à luz a Rumaisa Rahman em setembro de 2004. A bebê pesava menos de 300 gramas e tinha apenas 25 centímetros de comprimento. Ela nasceu prematura, com apenas 26 semanas e seis dias. Rumaisa nasceu com uma irmã gêmea, chamada Hiba, que pesava quase 700 gramas quando nasceu. Agora, as duas bebês estão saudáveis.

2. A MÃE COM O MAIOR INTERVALO ENTRE CADA GRAVIDEZ

mãe estranha

Elizabeth Ann Buttle teve dois filhos, Belinda e Joseph, o que, sozinho, não é nada de mais. Porém, Belinda nasceu em 1956, e seu irmão Joseph nasceu em 1997, com um intervalo de 41 anos e 185 dias entre cada nascimento.

1. A MÃE SOLTEIRA SEM BRAÇOS
A artista Alison Lapper nasceu em 1965 com uma condição médica rara, que fez com que ela desenvolvesse as pernas curtas, além de não ter braços. Ela viveu toda a sua vida em uma escola especial na Inglaterra, e aos 26 anos se formou em Belas Artes. Em 2000, após um breve relacionamento, ela descobriu que estava grávida. O homem fugiu da responsabilidade, mas Lapper afirma ter ficado muito feliz com a gravidez. Ela deu à luz a um garoto chamado Parys.

Pau-brasil


Acho que somos o único país do mundo a receber nome de planta. Legal isso 😀 Seria mais legal ainda se o pau-brasil não estivesse ameaçado…outro dia vi uma reportagem sobre isso. Dizia que o pau-brasil, além do corante, possui propriedades adstringentes, anti-inflamatórias e anti-cancerígenas (tanto sarcomas como carcinomas responderam bem a testes feitos em ratos de laboratório). Sem contar que é uma árvore linda, claro 😉


Uma das pesquisadoras dizia, ao final da reportagem: “Seria bom se as pessoas plantassem o pau-brasil…assim, deixaria de figurar na lista da quase extinção”. Tá. Aí eu, que adoro plantas, pergunto: onde achar?? Até hoje acho que vi apenas 2 árvores de pau-brasil, e em áreas de conservação. Onde acha semente ou muda de pau-brasil para plantar??? Se alguém souber, favor entrar em contato comigo…escreva aí embaixo.

Editado: ops, esqueçam! Acabei de pesquisar, tem aqui: http://www.projetopaubrasil.com.br/

Para comprar: 
Vendas por Sedex: 
mínimo 15 mudas – R$ 15,00 por unidade + custo do Sedex.
Pedidos em grande quantidade: 
entar em contato através do telefone ou e-mail abaixo (em virtude de redução de preço conforme a quantidade e ser preciso calcular o frete).
Sementes: Não fornecemos devido à curta vida das mesmas.

Entre em contato pelo atendimento@projetopaubrasil.com.br , pelo (21) 3521-6700 ou skype: projetopaubrasil.

Tem também nesse outro site: http://www.proecologia.com.br – F: (32) 32571142 • End: BR 040 km 792 São Pedro Juiz de Fora MG CEP 36039-080 – mas não diz quanto custa…talvez fique mais barato, pois o frete de Minas deveria, teoricamente, custar menos que o da Bahia.

Simplified map of London


This map came from here. And so did the following comments:

  1. “I live in London and this map is fairly accurate. The Very Rich area would be Pimlico, maybe Notting Hill, Kensington and Chelsea, Westminster, the West End, Primrose Hill, maybe Hampstead. London has other wealthy areas but what differentiates these from those is that these areas have always been wealthy, rather than Johhny come lately areas that have been gentrified.”
  2. “General rules of thumb: in a city the wealthier neighborhoods tend to be upwind, upriver, and uphill. Occasionally extreme geographic constraints will override those rules. In the case of London, the Thames was horribly polluted and smelly in the first half of the 18th century (look up “The Great Stink”). My guess is that the “Very Rich” area would be the westernmost part of London in 1850, and that the “Losers” area west of there developed after the Thames was cleaned up. (I should line up some historical maps of London to the above map to see.)”
  3. “It just goes to show you. It takes a lot of losers to support a few rich folks.”
  4. “Have you seen the houses in Richmond or Hampstead? They don’t look like looser houses to me… There was actually an article in Time Out which mapped the London Boundary in relation to were the first Harvester eatery is located. So, were Harvester starts London stops. That is a clever way to show social divide within a city.”

Ainda sobre tatuagens


(puxa vida, para quem não gosta de tatuagens, ter feito este, este e agora este post sobre o assunto…!)

Penélope Nova indica estúdios de tatuagem em SP

Desde 1987 em São Paulo, a baiana Penélope Nova, 37, fez escola na MTV. Após 14 anos, a filha do roqueiro Marcelo Nova (da banda Camisa de Vênus) saiu no ano passado da emissora, onde ficou marcada por DNA jovem, estilo moderno, humor irreverente e pelas muitas “tattoos”.

Para a ex-VJ, que negocia com outro canal um programa que deve estrear ainda neste ano, a cidade combina com a tinta na pele –e vice-versa. “Seja qual for a tribo a que você pertença, sempre tem alguém tatuado”, diz ela, que soma 24 desenhos, todos feitos em São Paulo.

“É uma característica de uma metrópole diversificada, onde se misturam pessoas de todo o Brasil, de outras nacionalidades e de outras culturas.”

1. Black Ball Crew Tattoo
“Do pessoal do estúdio, recomendo o tatuador Fábio Pimentel para os estilos tribais -como os desenhos da tribo maori, nativa da Nova Zelândia, que estão em voga.”

R. Cristiano Viana, 119, Pinheiros, SP, tel. 0/xx/11/2548-8808.

2. Cyco City
“Para o estilo ‘new school’, mais urbano, inspirado no grafite e na arte de rua, tem de ser o Márcio Duarte, reconhecido pelos desenhos marcados por cores incríveis.”

R. Augusta, 2.387, Cerqueira César, SP, tel. 0/xx/11/3060-9346.

3. Mundo Cão
“Mauro Landin apavora nas ‘tattoos’ das ruas. Mexicanas, orientais e escritas são com ele. Mas é bom lembrar que o tatuador só atende com hora marcada por telefone.”

Av. Afonso Mariano Fagundes, 1.339, Saúde, SP, tel. 0/xx/11/9686-5301.

4. Rodrigo Mendonça
“Ele é um dos talentos da nova geração. Sua especialidade são as tatuagens de estilo oriental, seguindo a linha do Maurício Teodoro, que é seu parceiro e um dos meus tatuadores favoritos.”

R. Augusta, 2.333, cj. 5, Cerqueira César, SP, tel. 0/xx/11/9470-0338.

5. Sick Mind
“Para o estilo tradicional, o chamado ‘old school’, com influência do ‘rockabilly’, indico o tatuador Leo Tressino, que tatua nessa loja voltada para o pessoal do punk rock.”

Al. Jaú, 1.529, Jardim Paulista, SP, tel. 0/xx/11/3081-3899.

Mapa Daniel Almeida
GPS | PENÉLOPE NOVA, apresentadora, indica estúdios onde fazer tatuagem

Li também, no mural de um amigo, estes outros lugares em São Paulo recomendados para quem quer se tatuar de maneira segura (e boa, pelo que falaram!):

Watch Robert Altman’s long-lost short film, Modern Football


As great moviemakers go, Robert Altman was a late bloomer, making his name with his fifth feature film, M*A*S*H, when he was in his mid-forties. But he didn’t suddenly appear out of nowhere. Before making his first low-budget movie The Delinquents in 1957 and settling in for years of journeyman work in television, Altman churned out several short industrial films starting in 1949. Most of this stuff is lost to history, but now Altman completists can check out one of his earliest works below, the 1951 Modern Football, an educational sports documentary co-sponsored by Wheaties and Wilson Sporting Goods.

Filmmaker and archivist Gary Huggins—a director with his own Kickstarter-funded feature in the works—impulsively bought his discovery along with a bunch of similar instructional films at a flea market in Altman’s hometown of Kansas City. Huggins didn’t know what he had until he finally got around to looking at the movie and recognized the director’s face in a shot. The seeds of Altman’s later greatness may not be readily apparent in Modern Football, but it’s a well-made, fascinating curio—and with its stiff line readings and period haircuts and fashions, ripe material for some Mystery Science Theater 3000 riffing. [via SF Weekly]