Extra! Extra! Extra!


Notícias: umas boas, outras muito ruins e algumas vindouras…

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/bbc/2012/04/26/planeta-nao-e-sustentavel-sem-controle-do-consumo-e-populacao–diz-relatorio.htm

“O consumo excessivo em países ricos e o rápido crescimento populacional nos países mais pobres precisam ser controlados para que a humanidade possa viver de forma sustentável (…). Entre as recomendações dos cientistas estão dar a todas as mulheres o acesso a planejamento familiar, deixar de usar o Produto Interno Bruto (PIB) como um indicativo de saúde econômica e reduzir o desperdício de comida. “Para onde vamos depende da vontade humana – não é algo predestinado, não é um ato de qualquer coisa fora (do controle) da humanidade, está em nossas mãos” (…). O relatório é da opinião de que a humanidade já ultrapassou as fronteiras planetárias “seguras” em termos de perda de biodiversidade, mudança climática e ciclo do nitrogênio, sob risco de sérios impactos futuros.

Eliminar o desperdício de comida, diminuir a queima de combustíveis fósseis e substituir economias de produtos por serviços são algumas das medidas simples que os cientistas recomendam para reduzir os gastos de recursos naturais sem diminuir a prosperidade de seus cidadãos.

“Uma criança no mundo desenvolvido consome entre 30 e 50 vezes mais água do que as do mundo em desenvolvimento”, disse Sulston. “A produção de gás carbônico, um indicador do uso de energia, também pode ser 50 vezes maior”.

“Não podemos conceber um mundo que continue sendo tão desigual, ou que se torne ainda mais desigual”.

http://br.noticias.yahoo.com/blogs/cartas-amazonia/viva-o-crime-brasileiro-151912467.html

“Fez seis disparos com direção certa e objetivo definido: matar sem piedade, tripudiar sobre a morte. Duas balas atingiram a cabeça da vítima. Outras duas, o pescoço. E mais duas a região do coração.

Sangue espirrou, carregado de massa encefálica, pele e osso. Os tiros não foram apenas para matar: a morte devia servir de mensagem a quem interessar pudesse.

O assassino olhou em torno, disse palavras ameaçadoras para o garçom, que testemunhara estupefato o crime, guardou a arma e saiu com a mesma calma da chegada. Não escondeu o rosto nem teve pressa em fugir.

Não tinha receio em ser identificado nem, talvez, preso. Se for preso, acredita, será por pouco tempo. Tem cobertura — e da grossa.

A vítima, Décio Sá, tinha 42 anos. Era jornalista havia muito tempo. Desde 2006 escrevia um dos muitos blogs criados por maranhenses que não têm onde se manifestar, querem se informar e informar os outros. É a alternativa à grande imprensa, dominada pelos grupos políticos e empresariais que mandam no Maranhão, o Estado mais pobre (alguma relação com o fato de ser, geograficamente, Meio Norte com o Piauí, metade Amazônia e metade Nordeste?).

Ele era um repórter político especial do Sistema Mirante de Comunicação, afiliado à Rede Globo de Televisão. e, em particular, do jornal O Estado do Maranhão, líder dos impressos maranhenses.

Esses veículos são dirigidos de perto pelo maior político do Maranhão, o ex-presidente da república e presidente do Senado, José Sarney. Nada de importante sai nos órgãos de comunicação do também ex-governador sem sua aprovação. O noticiário político, então, é criação sua. Nem sempre para reproduzir a verdade. Às vezes, também, para mandar recados. (…).

A última postagem de Décio no seu blog foi sobre o assassinato de Miguel Pereira de Araújo, o Miguelzinho. Ele foi morto em 1997 e o julgamento seria realizado em Barra do Corda, que forma com Presidente Dutra e Grajaú, o principal reduto de pistoleiros no Maranhão.

O problema é que das 25 pessoas sorteadas para integrar o corpo de jurados, que teria sete membros, 25 eram ligadas a Manoel Mariano de Souza. Além de ser prefeito municipal, ele é pai do empresário Pedro Teles, acusado de ser o mandante do crime. Seria represália contra o alegado invasor de suas terras. Pedro é irmão do deputado estadual Rego Teles, do PV. (…)

Apesar do acesso constante ao blog, ainda mais depois do crime, ninguém voltou a se manifestar. O silêncio é a regra de ouro desses acontecimentos, cada vez mais frequentes no Brasil oculto. Quem fala muito morre com a boca cheia de formiga, ameaça uma tirada de humor negro. Muito negro.”

http://www.dgabc.com.br/News/5954578/por-unanimidade-stf-decide-a-favor-das-cotas.aspx

“Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou que as políticas afirmativas não violam o princípio da igualdade e não institucionalizam, como defendeu o Democratas, autor da ação julgada, a discriminação racial (…).

‘Na história não se registra na era contemporânea nenhuma nação que tenha se erguido da condição periférica a condição de potência política mantendo no plano doméstico uma política de exclusão, aberta ou dissimulada, pouco importa, em relação a uma parcela expressiva de sua população’, afirmou Barbosa.

‘A pobreza tem cor no Brasil: negra, mestiça, amarela’, disse Rosa Weber. “Se a quantidade de brancos e negros pobres fosse aproximada, seria plausível dizer que o fator cor é desimportante”, acrescentou.

(…)

Para ele, uma saída seria expandir o número de vagas no sistema público de ensino. Mas isso levaria à necessidade de uma dotação maior de recursos. ‘Se tivéssemos vagas em número suficiente, essa tensão praticamente não existiria’, afirmou.”

http://www.midiamax.com/noticias/794844-codigo+florestal+presidente+dilma+ira+vetar+tudo+representar+anistia+aos+desmatadores+diz+ideli.html

“A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou nesta quinta-feira (26) que tem convicção de que a presidente da República Dilma Rousseff vetará do projeto do Código Florestal, aprovado ontem na Câmara dos Deputados, todos os itens que representarem, na prática, anistia aos desmatadores.

“O que a presidente fará, ela vai avaliar nos próximos dias. Tenho a convicção, até porque ela já manifestou inúmeras vezes, que aquilo que representar anistia não terá respaldo do governo”, disse a ministra em visita ao Senado Federal. “Isso tem grandes chances de sofrer o veto, porque ela já tinha anunciado”, completou.”

Ah, o Orkut…


fazia tempo que não entrava…andava com saudade das besteiras homéricas de lá 😉 E de ver um bando de gente visitando meu perfil só porque escrevi algumas verdades *rs* Daqui a pouco os PMs virão atrás de mim novamente!!! hahahahhahaha

Carlos Medeiros entrevista: ‘MERCADO DE SHOPPINGS NO BRASIL AINDA É SUBDESENVOLVIDO’ – presidente da empresa de shopping centers BR Malls


A BR Malls nasceu em outubro de 2006, com a compra da Ecisa, Egec e Dacom pelo fundo GP Investimentos e pela Equity Internacional, empresa do megainvestidor americano Sam Zell.

Na época de sua criação, ela tinha seis shopping centers. De lá para cá, foram 35 aquisições, uma venda e quatro empreendimentos inaugurados. A última compra, do shopping Jardim Sul, foi anunciada na terça-feira e custou R$ 460 milhões. E a empresa ainda tem fôlego para novas aquisições, segundo o presidente da BR Malls, Carlos Medeiros. Ele recebeu a reportagem no shopping Villa Lobos, em São Paulo, munido de uma série de estudos para provar que a companhia é a maior do setor e ainda pode mais.

A BR Malls ainda tem apetite para novas aquisições?

Vamos continuar fazendo aquisições e pode ser que algumas aconteçam ainda neste ano. Tínhamos uma meta de investir pelo menos R$ 1 bilhão em aquisições em 2011, um número que já passamos. Chegamos a RS 1,37 bilhão.

Com quantos shoppings a BR Malls pretende encerrar 2012?

Não temos uma meta para a nossa carteira. O que temos é uma meta de inaugurar três novos shoppings por ano até 2014. Ano que vem será em Belo Horizonte (MG), São Bernardo do Campo (SP) e Londrina (PR). Só temos controle sobre as inaugurações, mas não sobre as aquisições. É muito difícil determinar exatamente o número de shoppings que vamos comprar.

Por quê?

Não depende só de nós. Depende dos vendedores e de conseguirmos convergir no preço. A nossa intenção é ter um ano com muita atividade, tanto quanto em 2011.

Mas em 2011 foram R$ 1,37 bilhão em aquisições.

É muito. Este ano foi muito bom em termos de investimentos. Não sei se vamos conseguir ir tão bem em 2012, mas vamos trabalhar para isso.

(…)

O  número de shoppings é pequeno em relação à população brasileira. Nos Estados Unidos, a área bruta locável de shoppings é de 2,2 mil m² por mil habitantes. No Canadá, é 1,3 mil, mas no Brasil é só 45. É muito pouco. E, no Brasil, apenas 18% da venda do varejo é feita em lojas de shoppings, contra 57% nos Estados Unidos, 51% na Austrália e 26% na França. Então esse mercado ainda é muito subdesenvolvido no Brasil. Os shopping centers foram beneficiados pela expansão da renda da população, do emprego e do crédito. Quando tudo isso se combina, cria-se uma massa de consumidores muito grande e uma oportunidade enorme para o setor.

[continue lendo abaixo, após a galeria de imagens]

O sr. acha que esse mercado vai se consolidar?

Sim. As três maiores empresas de shoppings do Brasil, que somos nós, a Iguatemi e a Multiplan, têm participação de mercado de mais ou menos 23%, que é muito pequena comparada a outros países. Quando você olha ao redor do mundo, nos EUA, Canadá, Europa, Argentina, Chile, as três maiores empresas de shoppings têm mais de 50% do mercado. Então, no Brasil, o mercado é muito fragmentado. Nós achamos que existe muita oportunidade de aquisição ainda. A tendência é que essas três empresas líderes de mercado aumentem sua participação e cheguem a um número próximo de 50%.

via Carlos Medeiros Entrevista ‘MERCADO DE SHOPPINGS NO BRASIL AINDA É SUBDESENVOLVIDO’ Presidente da empresa de shopping centers BR Malls : Versão Impressa – Economia – Estadao.com.br

MAIS shoppings??? arghghghhgh!!!! Essa praga ainda vai se espalhar mais?!? Péssima notícia…ah, e a intenção de monopolizar o mercado é absolutamente escrota, nem preciso dizer…e o fato de eles contarem com a tal “nova classe média”, que nada mais é do que gente endividada (pois iludida pela concessão de crédito)?!? BANDO DE URUBU, XÔOOOOO!!!!! FALAM EM LUCROS ABSURDOS E AINDA TÊM A CARA DE PAU DE FALAR EM CRISE ECONÔMICA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Nem têm vergonha em admitir…e a imprensa não tem vergonha, pois noticia crise pra lá e crise pra cá!!!!! A crise é só pra gente mesmo…a socialização das perdas é sempre pro nosso lado, nunca pros políticos, banqueiros, donos de corporações e afins, lógico! REVOLUÇÃO JÁ!! OCCUPYYYYYY!!!!!!!!!!!!!!!!!!!