Todo Homem Tem Um Pedreiro Dentro De Si


Ei, gostosa! Que pedaço de mau caminho! Ah, se eu fosse homem! Que coxão, glória a Deus.

Se você é mulher e já passou em frente a uma construção, provavelmente se familiarizou com os “elogios” que deram início a esse texto. Infelizmente, esse tipo de comentário não vem só dos pedreiros – todo homem tem um pedreiro dentro de si, que é incentivado a ganhar forças desde o tempo em que o menino ainda nem tinha sinais de pentelhos surgindo.

Eu mesmo me lembro de um fato que comprova essa teoria. Tinha 15 anos quando andava com um amigo pela rua e ao ver uma garota passando notei que ele torceu o pescoço e parou para tirar fotografias mentais de cada detalhe da bunda dela. Ele me cutucou espantado do porque eu não me contorci para olhar tamanha comissão traseira. Eu respondi: “prefiro peitos, já olhei o que queria olhar”. Demos risada, mas eu sai com aquilo na minha cabeça: será que sou um tarado sem coração?

Anos mais tarde, eu tive a chance de me sentir do outro lado. Queria vender meu carro e fui numa feira com um amigo e ficamos dentro dele esperando um interessado. Nessa hora pude notar o olhar dos caras que passavam olhando o carro e o preço. O carro para todos eles era apenas um objeto. Eles jamais conseguiriam perceber o apreço que eu tinha por ele ou todas as histórias que já tinha vivido com meu amigo automobilístico. Ele era visto apenas como mais um entre tantos outros, totalmente sem personalidade. E então pude sentir, por alguns instantes, como é a sensação feminina de ser enxergada como um pedaço de carne ambulante pelos homens.

Temos culpa no cartório. Fazemos isso o tempo todo – da caixa do banco, à mãe do nosso melhor amigo (se rolar um decote bem servido), quiçá a nossa mãe (se ela fosse a Solange Frazão). Estamos sempre procurando uma chance de ver alguma mulher pagar peitinho, abaixar de mais o decote, mostrar o cofrinho, cruzar as pernas, abrir as pernas no ônibus, metrô ou coisa do gênero. Muitos vão mais longe e tiram uma casquinha com aquela encoxada básica ou sapecam uma foto com o celular no meio da muvuca do ônibus.  Mas o ponto é – o que de fato estamos procurando nessa excitação momentânea de nossa visão?

Com a profissão de psicólogo tive que descondicionar meu olhar, afinal, nenhuma mulher naquela situação de fragilidade gostaria de ser olhada por um profissional com uma cara de tarado à cada movimento delas. Imagine um olhar de ginecologista olhando muitas vaginas por dia. Com exceção das senhoras caidonas e as crianças, pense na quantidade de mulheres interessantes que abrem as pernas para ele por horas à fio. Se ele ficar salivando a cada papanicolau realizado nunca terá retorno das pacientes. As mulheres pagam aquele especialista para olhar para suas vaginas e só isso, sem mão boba ou segunda intenção. Sou um ginecologista da mente e me recondicionei para atender uma mulher acima de tudo como um ser humano.

E tem gente que afirma que toda mulher gosta de ser desejada. Isso é um fato. Mas mesmo quando querem ser desejadas, as mulheres esperaram que as vejamos como um todo. Até porque, peitos e bundas podem ser encontrados em cada esquina. Uma mulher interessante em diversos fatores, não. Os homens podem entender um pouco dessa frustração quando percebem que uma mulher está com eles somente pelo fato de pagarem a conta. Elas os vêem como bolsos ambulantes, assim como os homens as vêem como bundas que fazem parte de um corpo qualquer.

Já ouvi tantas catástrofes emocionais vindas de fisionomias de modelo que  comprovei que é possível olhar uma mulher para além dos prazeres sensuais. Isso me ajudou muito a diminuir confusões nos meus relacionamentos amorosos. Quantas vezes a dor de cabeça de uma mulher realmente é só uma dor de cabeça? Quantas vezes você já não dormiu emburrado depois de ouvir isso e sequer questionou se ela estava incomodada com algo? Será que já você olhou para a sua mulher para além da vagina e tentou entendê-la como uma pessoa que precisa de sua ajuda? Imagine se você estivesse com uma dor nas bolas insuportável e ela tentasse chupar você. Totalmente desconfortável. Já conseguiu tentar agir com ela sem desenvolver a estratégia do “vou aguentar ouvir a ladainha dela só para ver se consigo apertar seus mamilos”?

Quando o cara deixa de pensar no seu umbigo (ou no seu pau, melhor dizendo) e consegue dialogar com a mulher com a qual divide a cama num ponto de vista humano, o relacionamento sobre de nível. Não acho que seja simples, fácil, nem me acho um cara especial por conta disso. Não é negar ou reprimir a natureza animal sob pretexto de ser puro ou superior, mas agir com os impulsos sem ser impelido a reagir por eles. É ser capaz de fazer uma escolha, como qualquer instinto que atua em nós.

Para finalizar, deixo um desafio para meus amigos homens – tentem passar 7 dias num jejum instintivo. Treinem seus olhares para ver as mulheres como seres humanos em vez de gostosas ambulantes. Observem as experiências, novas percepções e resultados que vocês terão a partir disso. Depois não esqueçam de nos escrever contando como foi.

http://www.casalsemvergonha.com.br/2012/05/24/todo-homem-tem-um-pedreiro-dentro-de-si

Homens menos ricos são melhores namorados

(Olha aí, quem diria, os pobretões ainda têm chance…pelo menos enquanto forem respaldados cientificamente kkkkk)

Namorar um cara endinheirado tem o seu glamour, mas a relação também pode resultar em enxaquecas e corações partidos. Além do quê, existem muito menos ricos – disponíveis – dando sopa por aí.

Então, que tal mudar o foco da segurança financeira pela emocional? Enquanto homens menos abastados se esforçam mais na relação, os mais ricos, muitas vezes, colocam os relacionamentos em segundo plano. Aqui estão algumas razões pelas quais você deveria dar uma chance a um cara sem muito dinheiro no bolso:

Ele é mais fiel 
Quando o jogador de golfe Tiger Woods pediu desculpas por ser um maníaco sexual, ele admitiu sentir-se tentado a trair devido ao seu sucesso. E ele não é o único. Pesquisas mostram que, enquanto os homens que ganham menos são mais propensos à fidelidade, os mais ricos são mais sujeitos a mentiras.

Ele conquista seus amigos
Homens com média ou baixa renda são mais educados do que os ricos quando conhecem novas pessoas, publicou o jornal científico americano “Psychological Science”. Construir relacionamentos é muito importante para a sobrevivência dos homens com menos recursos. Em contrapartida, os ricos só dependem de si mesmos.

Ele incentiva suas ambições
Pesquisa publicada no periódico americano “Journal of Applied Psychology” diz que homens de sucesso podem ser mais sexy do que os demais. Normalmente, eles são machos alfas, que encaram essa característica como uma “obrigação masculina”, diz Beth Livingston, professora assistente de pesquisas humanas da Universidade Cornell, nos EUA. Em contrapartida, os durangos são mais compreensivos em relação à carreira e aos sonhos da parceira.

Sexo com faíscas
Os menos favorecidos tentarão conquistá-la na cama, diz Bethany Marshall, autora do livro “Deal Breakers: When to Work on a Relationship and When to Walk Away” (inédito no Brasil). “Ele irá usar todos os seus recursos para conquistar o coração de uma mulher e para ela não deixá-lo. Se ele não pode dar a ela coisas caras, normalmente irá surpreendê-la na cama.”

O despertador das mulheres
Se você passa a ganhar mais do que ele, é hora de mostrar o quão importante ele é para você, ganhando mais ou menos. Peça ajuda, conselhos e valorize as habilidades típicas masculinas.

Casos extraconjugais aumentam risco de morte

Homens que traem suas parceiras têm risco elevado de morte súbita coital – morte durante ou após o sexo, principalmente causada por ataques cardíacos. Segundo pesquisa da Universidade de Florença, na Itália, que revisou estudos existentes sobre o tema, os ataques, fatais e não fatais, são raros quando os homens estavam se relacionando com suas parceiras, mas os fatais são bem mais freqüentes quando eles estão com uma amante.

Contudo, a pesquisa, publicada no Journal of Sexual Medicine, mostra que as razões para o aumento de vítimas mortais não são claros, embora sentimentos como culpa, o estresse do sigilo, o fato de as mulheres serem geralmente mais jovens – o que pode exigir mais fisicamente do homem -, além do consumo de álcool ser maior, pode desempenhar um papel importante no processo.

Várias coisas estão associadas à traição, mas características da personalidade sexual (para os homens) e elementos do relacionamento (para as mulheres) parecem ser os principais fatores.

De acordo com uma pesquisa desenvolvida na Guelph University (Canadá), homens que gostam de se arriscar, têm facilidade para ficarem excitados e são ansiosos quanto ao seu desempenho sexual têm maiores chances de traírem suas parceiras. Já as mulheres que estão insatisfeitas com seus relacionamentos têm probabilidades duas vezes maiores de traírem, e mulheres que se sentem sexualmente incompatíveis com seus parceiros têm chances três vezes maiores de cometerem traição.

O estudo foi feito com 506 homens e 412 mulheres que disseram ser sexualmente monogâmicos e que estavam em um relacionamento. 23% dos homens e 19% das mulheres admitiram já terem traído seus parceiros.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Todo Homem Tem Um Pedreiro Dentro De Si

  1. Clara disse:

    Uma de minhas primas é casada com um famoso da formula 1 e reza a parentada q o rapaz é bom moço, super comportadinho.
    Um dos rapazes mais ricos de Manaus namorava direitinho com uma conhecida minha. Minha mae que era muito amiga da familia do rapazote dizia q era um moço certinho, fiel e “trabaiadô”. Hum, se bem q nesses dois exemplos sao homens ricos de “berço”. Eu imagino q seja natural q na cabeça d eum novo milionario, q passou a adolescencia chupando dedo e sonhando com as modeletes nas capas de revista (sonho clichezao de rapazes de lares perifericos) seja esse mesmo, de sair despirocando com a mulherada uhahuhuahu.

    • Janus disse:

      Ah, não tenha dúvida…e convenhamos, essa pesquisa é a maior bobagem, afinal, nós duas conhecemos rapazes que não são nem novos-ricos, nem ricos de berço, e que no entanto não têm essas características listadas 😉

      Mas e a parte inicial do texto, sobre eles serem pedreiros, gostou? 😛

  2. Clara disse:

    Já assistiu o espelho tem duas faces?
    Eu nao sei se toda mulher tem necessidade de ser desejada, comida com os olhos pelos homens. Eu só quero ser bem comida.
    =D
    Eu nao entendo de cinema, nem muito do seu gosto pra filmes, so, mas se nao assistiu: “o espelho tem duas faces”.

    • Janus disse:

      Não, nunca vi. Mais um na minha longa lista *rs* Também não acho que tenhamos essa necessidade – eu pelo menos não. Mas gosto sim quando me olham com admiração (admiração não é volúpia, veja bem). E também eu quero ser bem-comida, mas não apenas – e aí está todo o meu “erro”, ser aparentemente ambiciosa demais, onde já se viu, querer sexo E carinho E companheirismo E amor E diversão E mais um monte de coisa 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s