Pensamento avulso 2


Outro dia ela veio aqui em casa, estava triste. Pudera! Janeiro passou…em janeiro todas as datas significativas e melancólicas…inclusive o dia do meu aniversário, que se tornou a pior data no calendário dela 😦 Sequer conseguiu vir me entregar a lembrancinha que havia comprado para mim. Mas veio em fevereiro…e dirigindo, ainda por cima! 🙂 Está sempre triste, tadinha, desde que a mãe e o namorado morreram – ou seja, desde que foi obrigada a deixar de pensar nos problemas de relacionamento humano e teve que começar a se preocupar com o mundo…faz dois anos, acho eu.

Conversamos um montão – na verdade, mais ouvi do que falei. Peguei a rede e a balancei. Aí peguei aquele trequinho de plástico – vi na hora! Certeza que ela me achou patética 😛 Ideiazinha besta, retardada e infantil…possivelmente!

…talvez ali ela tenha visto os reflexos das possibilidades futuras…

Moral da história? Nunca subestime o poder das bolhinhas de sabão! 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s