Sobre pré-julgamentos e não-gostos


“Eu não gosto do Paulo Coelho. Dos livros, não posso falar. Nunca li nenhum. Ousaria até dizer que não sei nem do que se tratam, tamanho é o meu desinteresse. Não gosto é dele.

Esse é o momento em que sempre aparece alguém pra perguntar se eu o conheço para poder falar algo assim. Não me envergonho em dizer que não. Não sei qual é dessa mania que algumas pessoas têm de achar que precisa se conhecer alguém ou alguma coisa para ser capaz de tecer comentários a respeito. Soa até como ingenuidade pensar dessa maneira. Pra não gostar, basta um olhar, uma impressão. Pra não gostar, o “soube por ouvir dizer” já se mostra mais do que suficiente. Gostar, sim, dá muito mais trabalho. Requer, quando nada, uma demonstração, amostra grátis, um trailer, uma prévia. Gostar, às vezes, é uma questão de paciência. É insistir, rever conceitos. Muitas vezes é ter que conviver com o desagradável por dias e dias até que se acostume (e nem sempre isso é possível).

Por mais politicamente incorreto que venha a soar, eu julgo as pessoas antes de conhecê-las (e ousaria dizer que mente quem alega o contrário). E na maioria dos casos eu acerto. Mas não tenho vergonha de assumir que ja me enganei por muitas vezes. Não vejo problema nenhum nisso. Errar é humano, dizem, e insistir no erro é que seria burrice.”

via She’s Got my McLife!: Agosto 2009.

Depois venho aqui comentar, vou editar esta mensagem…por ora, basta dizer que essa moça articulou de maneira muito econômica aquilo que penso. Aplausos para ela!!!! Tentei falar isso para o meu irmão mais de uma vez…quando ele insiste que eu assista Alien Vs Predador *rsrsrs*

Voltei🙂

Encontrei essa postagem por acaso, vagando na internet – depois disso, li mais mensagens do blog daquela moça, e gostei de bastante coisa que ela escreveu (depois coloco mais algumas coisas interessantes escritas por ela aqui!).

Achei engraçado, em primeiro lugar, o exemplo que ela deu do Paulo Coelho. Como ela, tampouco eu gosto desse cara. Não me perguntem por quê, ele simplesmente tem uma cara, uma postura, de…falso. Tudo nele parece falso. E, sinceramente, meio malévolo, até. Posso estar viajando (espero que esteja *rs*), mas nunca fui com a cara desse fulano. Cara mesmo, no sentido mais superficial do termo. Antipático! Não conheço absolutamente NADA da história dele e do Raul Seixas, mas tenho a nítida impressão de que o Raul era o “bro”, um cara bacana, desencanado – amalucado, bêbado e drogado, ok!, mas super simpático e talentoso – e de que o Paulo Coelho de alguma forma passou a perna nele, se aproveitou do talento real e “chupinzou”, entendeu?? Hoje ele é considerado O best seller, blablabla…mas para mim, mesmo sem saber de nada do passado de ambos, ficou essa imagem asquerosa (que talvez nem seja real) do cara FAKE que se aproveitou de um músico bacana e talentoso DE FATO. Preconceito meu? Sem dúvida. Como a moça acima, nunca li nada dele. E pior é que nem foi por preconceito literário (tenho preconceito literário contra a série Crepúsculo, mas até Harry Potter li e gostei!), é por essa razão que acabei de apontar mesmo.

Costumo nem perder tempo com livros, filmes e músicas que me foram “des-recomendados” pelo simples fato de que a vida é curta, e, se as pessoas que conheço/gosto/confio no jugamento/têm gosto parecido com o meu já leram/assistiram/ouviram e não gostaram, a chance é muito grande de eu também não gostar; portanto, para quê perder tempo pondo à prova algo que já tem grandes chances de ser mal-fadado? (idem para preconceitos positivos: se as pessoas que conheço e que têm gosto mais ou menos parecido com o meu, e que me conhecem, falam para mim: “So, você PRECISA ver o filme x, pensei em você na hora que começou, acho que vai adorá-lo!!!!”, LÓGICO que vou seguir a recomendação, oras! Nem sempre elas acertam, mas não teria por quê desperdiçar a oportunidade de ver/ouvir/ler/comer algo de que potencialmente vou gostar!)

Mencionei o Alien versus Predador aí em cima, porque meu irmão vem me acusando de preconceito há anos contra esse…filme! (ughghgh…odeio usar a palavra “filme” para me referir a algo que certamente não pertence a tal categoria) Mas, poxa, sinceramente…quem viu um Batman, viu todos; quem viu um filme de alienígenas, viu todos, e quem viu um filme de ação do titio Stallone ou do ex-governador-da-Califórnia-vindo-da-Áustria-como-aquele-ditador, idem!!! PRA QUÊ vou perder meu tempo vendo essa porcaria, se já vi Alien o milésimo passageiro e afins?!? Tem TANTA coisa boa que quero assistir, e que simplesmente não vou conseguir ao longo da vida…só juntando todos do Fellini, Visconti, Altman, Woody Allen, Jean Renoir, Almodóvar, Ken Loach, Jules Dassin e Akira Kurosawa (estou citando de cabeça apenas ALGUNS dos cineastas que me agradam), já vai um tempão…escritores, então!!! Vixe, melhor nem começar…só Manuel Bandeira, Machado de Assis, Cecília Meireles, Mário Quintana, Carlos Drummond de Andrade, Mário de Andrade, Rubem Braga, Zola, Balzac, Jane Austen, Edgar Allan Poe, e as irmãs Brontë (de novo, citando aleatoriamente de cabeça alguns dentre os tantos que mais gosto)…pô, já é uma vida!! Já não bastaram aqueles livros que vc. teve que ler na escola e na faculdade obrigatoriamente, e que nem sempre combinavam com seus gostos??

Sou preconceituosa com comidas – talvez mais do que com qualquer outra coisa. Não me venham com coisas esdrúxulas, simplesmente não vou comer! Pode falar que é a maior maravilha dos deuses, que o povo YWK tem tido aquele prato como base de sua dieta há 3.000 anos, que é rico em nutrientes, que faz isso ou aquilo de bom para a saúde, blablabla…não interessa. Olhei e não gostei, nem experimento. Se a cara for boa e o cheiro ruim, pior ainda. Se a cara foi feia mas o cheiro gostoso, talvez coma. Via de regra, entretanto, qualquer coisa comestível precisa agradar meus olhos *E* olfato simultaneamente, senão, não. “Credo, menina, mas pelo menos prove…você nem sabe se gosta ou não, afinal, nunca comeu!” – e aí eu te digo: você também nunca comeu merda, então como sabe que é ruim???? Que preconceito o seu, hein!😉 hahahaahh

Em compensação, tem certas coisas que você suspeita que vai gostar…talvez você nunca tenha visto, cheirado ou tocado, mas uma parte em você sabe que, caso aquilo chegue em você, você VAI experimentar, e se por um acaso gostar, como suspeita de antemão…ferrou!!!! E se a coisa em questão é potencialmente prejudicial, melhor ficar longe! (no meu caso, suspeito que seria relativamente fácil gostar de certas drogas ilícitas e alguns tipos de cigarros – por isso, nunca experimentei, nem o farei. Não por moralismo barato, mas pelo simples fato de que me conheço…sei que, independentemente do potencial destrutivo ou prejudicial de algo, não me importo…quando gosto desse algo, consumo até o fim!)

Meus pré-julgamentos, feliz e/ou infelizmente, se estende a práticas, atitudes e pessoas (já falei do Paulo Coelho, mas isso me acontece com todos que encontro pela primeira vez – não tem como a “balancinha” mental não pender para um lado ou outro, já nos primeiros minutos de conversa com algum desconhecido) também. Mas se eu começar a falar sobre isso, a coisa vai ficar meio grande aqui! *rs* Talvez isso seja assunto para uma futura postagem…mas que fique bem claro: esse texto não é uma apologia ao preconceito no sentido usual do termo (discriminação contra pessoas de gostos sexuais, raças, religiões, nacionalidades e sexos diferentes, dentre outros).

Quanto à exigência de tempo para conhecer melhor, mais profundamente, se aperfeiçoar, se acostumar, ter paciência e adquirir gosto…concordo plenamente com a moça do McLife!🙂

Um pensamento sobre “Sobre pré-julgamentos e não-gostos

  1. […] pré-julgamentos e não gostos (2) Já escrevi sobre isso aqui, mas após uma conversa que tive meses atrás, não posso deixar de voltar ao […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s