Proíbam a leitura! | Literatortura


Já não aguento mais esse povinho recluso; povinho cheio de exigências. Como se tivessem nascido com direito algum na vida. Não suporto essas indagações e labirintos que fazem com a mente. Dão uma volta aqui, outra acolá e quando você percebe; pufti. Te fizeram cair na incoerência.

Ora bolas, não podem ser como todos? Sentar no sofá, comer pipoca e aplaudir? Esse povo que tem apego à leitura é uma laia de desocupados. Ao não ter o que fazer, leem um livro e entoam aquelas palavras dentro de si como se fosse música. Se não bastasse, passam a sussurrar suas ideias nos recantos silenciosos. Tentam de toda maneira envenenar o bom cidadão. O trabalhador. Aquele que chega em casa cansado e só quer ligar a televisão para ter um bom tempo ali. Vidrado no entretenimento.

Mas o grupo de vagabundos, sim, vagabundos, querem que o cansado homem perca seu tempo embarcando nas páginas de um livro mal escrito. Ora bolas, desde quando ler é prazer? Ler é venenoso, senhores. Como eu posso saber, perguntam vocês. Ora ora… já estive do outro lado.

Não precisam abrir a boca e arregalar os olhos. Consegui me curar. Sim, consegui e estou aqui testemunhando, senhores. Quando você cai nessa perdição, o simples tem mais beleza. Tudo fica mais bonito. Sim, admito. Mas é como uma droga; primeiro ela te ilude e mostra o lado bom. E depois? Ao perceber que está viciado em palavras, você já nota coisas ruins. Aquele tão sagrado programa de domingo a tarde começa a perder a graça. A ignorância te incomoda. O político que você votou já não merece seu voto. Ora bolas, a leitura diz que você mesmo está errado! Onde já se viu? Ela aponta na sua cara e grita! A leitura não tem educação. Ela sugere que tudo precisa ser revisto. Que não vivemos como poderíamos viver. Ora… deixem-me recuperar o fôlego.  Não é fácil lembrar um momento tão tenebroso. A leitura cospe na sua cara e te deixa cego! E tenho dito, senhoras e senhores.

Aqui está a petição que deve ser assinada para, enfim, proibirmos a leitura.

Abaixo uma lista de 10 coisas que a leitura já causou contra a humanidade. Eu poderia ter feito até 1.000, ora bolas!

1-      Gerou violência – uma mulher agrediu a bolsadas o escritor Arthur Conan Doyle por ter matado Sherlock Holmes.

2-      Gerou alcoolismo – Grandes escritores, que obviamente são grandes leitores, eram alcoólatras.

3-      Gerou dúvidas matrimoniais – Até hoje desconfio se fui traído pela minha mulher ou não, senhores.

4-      Gerou saudade da infância – onde já se viu? Um menino que nunca cresce? E voa?

5-      Gerou amores proibidos – duas famílias rivais, senhores!

6-      Gerou roubos – Quantas ideias foram dadas nesses livros policiais?

7-      Gerou loucura – Dialogar com um corvo? Atravessar um guarda-roupa?

8-      Gerou infelicidade – Como querer viver depois de conhecer a Terra Média? Ou Hogwarts?

9-      Gerou medo – vampiros, lobisomens, monstros, ser humano, demônios.

10-   Gerou Pensamento – Onde já se viu? Pessoas tendo suas vidas controladas? Vigiadas?

SE VOCÊ CONCORDA QUE A LEITURA DEVE SER PROIBIDA, ESCREVA SEU NOME E O NOME DO LIVRO QUE TE FEZ PERDER A NOÇÃO DE REALIDADE.

X Gustavo Henrique Magnani Ferreira        –        1984, George Orwell.

.a literatura mata.

via Proíbam a leitura! | Literatortura.

Sabe que foram tantos livros, há tanto tempo, que não me lembro exatamente do que me fez perder a noção de realidade…juro!!! Comecei a ler bem cedo, não lembro mesmo. Mas isso me deu uma ideia para um post…já volto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s